"QUE MEUS SEGUIDORES SEJAM POUCOS E SECRETOS. ELES GOVERNARÃO OS MUITOS E CONHECIDOS."

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011



Eu sou o apóstata da ignomínia.

Minhas palavras sãos os sons inauditos

e minhas verdades são as mentiras dos céticos.

Eu não afirmo nada, senão para negar.

O veneno da minha boca cega os ímpios,

camarilha de abjetos arautos da heresia.

EU SOU O ALFA E O ÔMEGA.

Vil consorte do Kaos

Repouso dormente na árvore do demofonte.

"vinde a mim as criancinhas"-disse a escrófula de nazaré.

Eu Digo. "vinde a mim os fortes".

Aqueles que podendo calar não calam.

podedo apaziguar, vociferam.

podendo conformar, se inquietam.

esses são os alicerces com o qual edificarei

as colunas do meu templo.


Esse é o terceiro chamado...

...O tempo da razão começou.



Hellhammer.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

* Homenagem a Albino Forjaz de Sampaio.



Como tudo na vida perdi.

Amores, cores, sabores.
Perdi dias, meses e anos.
Correndo atrás de ilusão, salvação , redenção.
Agora, vencido. Tendo que suportar o peso do fracasso.
Caco que se desfaz,
sonho que me apraz.
Inútil. Vagueia nestes bares de vencidos.
Não. Não te preocupes. Ninguém olhará para ti.
Ninguém olhará o reflexo de seus fracassados desejos recônditos.
Preferem ocultá-lo, escondê-lo, enterrá-lo.
Por isso,torno-me invisível à multidão que impertigada
ostenta valores.
Riu.
Quão tolos são esses efêmeros adoradores da matéria.


(Hellhammer )
Tu tens a maldade intrínseca em teu coração.
Suas palavras são o veneno dos meus ouvidos,
que torna a surdez a maldição dos apaixonados.
Tuas lágrimas fogem à beleza e é o cinismo que
teu sorriso secretamente inspira.
Ah! como o afago mortal dos teus braços
é a armadilha do tolo.
A prisão do Lobo.
A ilusão do todo.
Medusa de olhar petrificado.
Ser pétreo de coração férreo.
Porque insisto em amar-te,se não amas ninguém,
além de tua imagem refletida.
Se conspurca os seres na iminência de gerares larvas infernais.
EVA TOLA!
Não serei teu apócrifo consorte.
fugirei dos teus laços nocivos,
nem que para isso , tenha que vagar pelo deserto,
com a sede de mil bocas,
o choro de mil lamentos,
das mil almas o tormento.


(Hellhammer - T.M.T. VIº)